sábado, 3 de novembro de 2012

Mas o que quer essa mulher?

O que pode querer uma mulher senão ser 'lida' tal qual ela se mostra e ser amada tal qual ela é vista?
Todas as impressões configuradas em seu ser por seus desejos, medos, vontades, alegrias, gostos e tristezas que caminham impregnados a ela em sua existência e que jamais a deixarão são aspectos marcantes que configuram sua história e que fazem dela especial, um ser de uma beleza única.
O que essa mulher quer além de expressão de sua essência em sua totalidade é ser amada sem projeções.

É a mulher que não quer ser inventada mas ser amada como se mostra, amada não por reciprocidade ou por motivos para ser amada...amada pelo que se é e não pelo que se faz ou se deseja...

O que essa mulher quer é que você não a invente. Que você a
me o que você está vendo!


NaIr mOrBeCk ♥•.¸ ਏϊਓ
 ( 03/11/2012 )

2 comentários:

Maria Antonieta Borghi Berti disse...

Amei, obrigada.

Marcus Cesar Vinicius disse...

Adorei...bem você!
Para mim vc é um livro de com um belo conteudo, daqueles que a gente não cansa de ler, e cada leitura é uma nova descoberta.